2022

A experiência do Bairro Educador Heliópolis, em São Paulo, é divulgada para o mundo no artigo da diretora da organização na publicação catalã “La Escuela Incluida – Redes comunitarias para el cambio educativo” de Joan A. Traver Martí, María Lozano Estivalis (orgs.). Tem início o projeto Chega de Trabalho Infantil no Terminal Barra Funda, em São Paulo. O Aprendiz é convidado a participar da 9ª edição internacional do Programa de Liderança Executiva em Desenvolvimento da Primeira Infância, na Universidade de Harvard .  

Várias ações de advocacy são realizadas: o Aprendiz integra o movimento Agenda 227 e coordena os trabalhos do GT de Educação da iniciativa; atua no aperfeiçoamento e aprovação de uma política específica para crianças e adolescentes em situação de rua na cidade de São Paulo; além de divulgar manifestos e cartas abertas de forma articulada a outras organizações. Em junho, é lançado pela Prefeitura de São Paulo o Cidade Protetora, programa de enfrentamento ao trabalho infantil em espaços privados de uso coletivo, que foi inspirado numa metodologia do Aprendiz. No mês de outubro, acontece o evento de comemoração dos 25 anos da organização com uma roda de conversa formada por mulheres inspiradoras; e premiação de quatro grandes lideranças que vêm mostrando a força dos territórios do país. É lançada uma plataforma com um vídeo manifesto dos 25 anos e um mapa com informações sobre os programas e projetos. O Aprendiz é agraciado com o Selo de Direitos Humanos e Diversidade, concedido pela Prefeitura de São Paulo em função do projeto Criança Livre de Trabalho Infantil. O Shopping Metrô Santa Cruz também recebe o Selo com o projeto Chega de Trabalho Infantil no Shopping Center, desenvolvido em parceria com o Aprendiz. Em dois anos de existência, o Territórios em Rede chega a 16 cidades de 4 estados, tendo identificado 10.452 crianças e adolescentes de 4 a 17 anos fora da escola e inserido 9.149 nas escolas públicas das cidades onde atua.